Saulo, Márcio Victor e Kannário exaltam Carnaval pipoca e se apresentam amanhã


O Carnaval democrático de Salvador será marcado, nesta sexta-feira (9), pela saudosa pipoca de Saulo, que desfila a partir das 15h30, no circuito Dodô (Barra-Ondina). Esse ano, o tema do carnaval de Saulo é “Me vejo na pipoca doce” e a música de trabalho é Terra Nossa, que fala da Bahia, suas riquezas naturais, culturais e, principalmente, do Carnaval de Salvador. O cantor desfila com o apoio da Prefeitura, através da Saltur.

O cantor baiano aposta em um Axé Music com elementos e tendências da Música Popular Brasileira (MPB) em canções com letras que valorizam a baianidade. A batida suave e, ao mesmo tempo, dançante, vai colocar todo mundo para sair do chão, ao longo dos cerca de 4,5 quilômetros de distância entre o Farol da Barra e Ondina.



Além da música de trabalho, o repertório do Carnaval 2018 trará outras canções do álbum “O azul e o sol”, lançado em 2017, como “Santa chapada” e “Que amor é esse”. Mas também terá sucessos da Banda Eva, a qual comandou por 11 anos. “A gente segue com esse projeto da Pipoca, com esse carnaval para o povo, que é no que acredito mesmo”, diz o músico. Além da sexta, ele volta a se apresentar para o folião pipoca no domingo (11) e na terça-feira (13), no circuito Osmar (Avenida).

Mais atrações – A noite de sexta segue ainda com o romantismo de Duas Medidas (por volta das 19h); com o pagode contagiante do Psi (às 19h15), que emplacou mais uma vez o hit do verão, com a canção “Elas gostam”, mais conhecida como Popa da Bunda; o Cheiro (19h30); Carlinhos Brown (20h15); É O Tchan (20h30); Igor Kanário (21h15); Katê (21h30) e Frozza (22h).

Muito aguardada, a pipoca do Psi vai homenagear a cantora Ivete Sangalo nesse segundo dia de folia momesca. Márcio Victor usará o figurino assinado por Cid Brito: um cropped e saia com estampas florais, viseira, peruca e com a barriga de grávida, feita com material de espuma, para lembrar e celebrar o momento especial da vida da amiga que está grávida de gêmeas. “Ela é a luz do mundo! Mesmo não estando fisicamente no Carnaval, vai se fazer presente através de homenagens como essa”, diz Marcio Victor.

Sobre a pipoca e o apoio da Prefeitura, o cantor afirma que essa iniciativa só reforça o caráter democrático da festa. “Eu acho massa, acho importante para os artistas e para o povo. É massa ter um Carnaval democrático e com oportunidades para todos. É legal ter bloco, camarotes? É claro que sim, mas a pipoca é a coisa mais linda que o Carnaval de Salvador pode ter. Ela é a principal estrela da festa”.

Kannário também promete agitar o povo com a música de trabalho “Embrazando tudo”, além de seus hinos “Sai da frente que lá vem a zorra”, “Tudo nosso e nada deles” e Depois de nós é nós de novo”. “Queremos dar continuidade ao movimento que iniciamos, de fazer um Carnaval mais democrático, sem cordas, para o povo. Estamos com uma expectativa muito grande de fazer mais um Carnaval bonito, de paz, com os nossos sucessos novos e antigos na boca do povo”, disse Kannário.


ÚLTIMAS DE SALVADOR

%d blogueiros gostam disto: